Pesquisar neste blog

ORTC

A Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata (ORTC) é constituída através de doações e foi fundada em 2007 por descendentes de Hilária Batista de Almeida (Reconcavo Baiano, 1854 - Rio de Janeiro, 1924), conhecida como Tia Ciata.
Gracy Mary Moreira, presidente da ORTC é membro do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Erradicação do Sub-registro de Nascimento e Ampliação Básica, integrante no World Urban Forum “Gender” (Fórum Mundial Urbano, membro na Assembleia de Gênero), membro da Executiva do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico Racial do Estado do Rio de Janeiro, membro do Comitê Saúde da População Negra - RJ, foi membro do CEN (Coletivo de Entidades Negras), foi curadora do Museu do Negro, fez parte da comissão organizadora da Conferência Municipal da Igualdade Racial (COMPIR) e foi coordenadora da baixada para a Liga de Capoeira do Rio de Janeiro. Bisneta de Tia Ciata, neta de Dona Glicéria, filha de Bucy Moreira (neto de Tia Ciata, músico e compositor) e Nanci Moreira (uma das Mães do Samba do Rio de Janeiro), Gracy representa quarto gerações inseridas de corpo e alma no florescimento da cultura afro-brasileira. Cumprindo a promessa feita ao seu pai, de preservar o legado de sua bisavó, criou a organização com intuito de seguir seus passos, desenvolvendo ações em âmbito cultural e social.
No século XIX, as descendentes de escravos conhecidas como Tias Baianas, comumente moravam em bairros da zona portuária do Rio de Janeiro, apelidada de Pequena África por Heitor dos Prazeres (1989 - 1966). Elas davam guarida aos recém-chegados e os ajudavam a encontrar moradia e trabalho. Tia Ciata ou Ciata da Oxum era iniciada no candomblé em Salvador pelo Babalaô (pai dos segredos) africano, Bangboshê Obitikô, era Yakekerê (mãe pequena) da casa do Babalorixá (pai de Santo) João Alabá de Omolu, no bairro Saúde. Morou em diversos endereços da Pequena África e Centro. Seus saraus eram frequentados por poetas, cantores, compositores e músicos. Sua última moradia, na extinta Rua Visconde de Itaúna se tornou referência histórica no surgimento do samba carioca.
Tia Ciata era procurada para dar conselhos devido sua inteligência, sabedoria e generosidade. Motivou talentos como Pixinguinha, Heitor dos Prazeres, Senhor, e os filhos de suas irmãs de Santo, Tia Amélia, Tia Persiliana, Tia Verisiana, mães de Donga, João da Baiana e Chico da Baiana respectivamente. Além de promover a religião e a cultura afro descendente, Ciata da Oxum, quituteira e costureira de fantasias de bailes carnavalesco, todos os dias servia gratuitamente, em sua casa, almoço para trabalhadores e pessoas carentes. Tia Ciata está entre figuras centrais das Tias Baianas, reverenciadas nas Alas das Baianas e nas Escolas de Samba de todo Brasil e do mundo, como representantes e difusoras do patrimônio cultural Brasileiro. Dois séculos depois apesar da cultura afro descendente ser reconhecida como constituinte do patrimônio cultural Brasileiro, seus atores sofrem grandes desafios na inserção social.
Desde 2007, todas as ações da ORTC puderam ser realizadas graças aos seus apoiadores! 

   Linhas de ação:
  • Eventos em memória e valorização do Samba, dando enfoque aos que deram e dão uma importante contribuição ao samba, mas nem sempre ganham o devido reconhecimento;
  • Ações em memória a Tia Ciata e as raízes do samba;
  • Ações em defesa da cidadania, da igualdade racial e da liberdade religiosa;
  • Ações em defesa da mulher;
  • Ações para valorização de jovens talentos artísticos;
  • Ações em favor do ensino da temática "História e Cultura Afro-Brasileira" e do ensino da música na educação básica;
  • Simpósios, seminários, conferências, palestras e colóquios relacionados aos tópicos acima.

Missão da ORTC

Promoção da cultura e conservação do patrimônio histórico e artístico, através de atividades culturais, direcionadas à educação, saúde, defesa da mulher, desporto e meio ambiente.

Visão

Ser referência no trabalho de valorização da cultura afrodescendente e seus atores, e na divulgação da história das raízes culturais do samba carioca.


Unidades ORTC agregada:

  • Centro Cultural Cordão da Bola Preta
  • 4E- 4 Elementos, Resgate, Cidadania e Desporto
  • Centro Cultural Akedoyan

Rio Janeiro - Brasil

                  Endereço: Rua Camerino nº 05 - Centro -  CEP 20.080.010 - Rio de Janeiro
Contato:  Email: remanescentestiaciata@gmail.com