A Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata (ORTC), fundada em 2007 por descendentes de Hilária Batista de Almeida (1854-1924), tem como missão a promoção da cultura e a conservação do patrimônio histórico e artístico, através de atividades culturais, direcionadas à educação, saúde, defesa da mulher, desporto e meio ambiente. Sua presidente Gracy Mary Moreira, bisneta de Tia Ciata, representa quatro gerações inseridas de corpo e alma no florescimento da cultura afro-fluminense.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Maratona Cultural em Petrópolis, abrindo as comemorações de 174 anos da cidade com a presença de Gracy Mary Moreira.


“Valorizar os nossos artistas locais é a missão do nosso governo e hoje apresentamos a riqueza de tantas culturas diferentes num só lugar. A dança germânica, a apresentação afro-brasileira e as bandas marciais emocionaram os presentes e proporcionaram uma integração entre as culturas evidenciando os nossos talentos locais”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.




A programação teve início com a apresentação do musical infantil ‘Quilombo nossa riqueza Imperial’ em que 12 crianças do Quilombo da Tapera, localizado a sete quilômetros do Vale do Cuiabá contaram um pouco da história das famílias que vivem no local. A coordenadora do projeto, Micheline Ramos, comentou que esta foi a primeira apresentação do grupo e que a atividade serviu de estimulo para que outras programações sejam agendadas. 




“O evento atingiu as expectativas por isso, muitas pessoas não nos conheciam, não sabiam sobre a cultura afro-brasileira, nossas músicas, danças, nossa história. Hoje tivemos um dia muito especial que ficará marcado em nossa trajetória”, emociona-se.














Nenhum comentário:

Postar um comentário