A Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata (ORTC), fundada em 2007 por descendentes de Hilária Batista de Almeida (1854-1924), tem como missão a promoção da cultura e a conservação do patrimônio histórico e artístico, através de atividades culturais, direcionadas à educação, saúde, defesa da mulher, desporto e meio ambiente. Sua presidente Gracy Mary Moreira, bisneta de Tia Ciata, representa quatro gerações inseridas de corpo e alma no florescimento da cultura afro-fluminense.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Inauguração da nova sede da Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata - Casa da Tia Ciata

"Gracy Mary Moreira, bisneta da Tia Ciata, comemora a vinda da Organização Remanescentes de Tia Ciata para a Região Portuária , com sede inaugurada na noite de quinta-feira, 30 de junho. “Hilária Batista de Almeida veio da Bahia em 1874 e desembarcou exatamente aqui no Cais do Valongo, fugida da perseguição religiosa. No Rio, participou das primeiras rodas de samba e tornou-se primeira dama das comunidades negras da Pequena África. Trazer pra cá a instituição que busca resgatar essa história é retornar às origens. Nossas oficinas e seminários vão caminhar para o resgate da memória e da ancestralidade por meio da pesquisa”, explica.




                                   Membro da ORTC Cassi Anna Rodrigues e Bruna



                                        Gracy Moreira e o Presidente da CDURP Alberto Silva








            Gracy e Flavio Aniceto Representante da SEC - Secretaria Estadual de Cultura



                       Luiz Carlos Prestes Filho e Gracy com seu Filho Nilson Moreira


 Clara, Mônica da Costa Superintendente do IPHAN- Instituto do Patrimônio Artístico Nacional e Gracy





Inauguração, Gracy , Merced Guimarães Presidetente do IPN - Instituto de Pesquisa Pretos Novos e Nanci Moreira 
























Nenhum comentário:

Postar um comentário