Pesquisar neste blog

sábado, 26 de janeiro de 2013

Homenagem ao Zózimo Bulbul, 25 de Janeiro.


Hoje foi o dia de despedida de um grande lutador pela causa dos afrodescendentes e da cultura brasileira - Zózimo Bulbul. A Camara Municipal do Rio de Janeiro esteve iluminada, afirmou ao lado do caixão Vanda Ferreira, da Comissão Ori Omi: "A Mãe Oxum, a Senhora dos rios e cascatas, esteve por aqui. Ela que é o Orixá das águas claras que lavam os males do mundo. Ela banhou esta despedida". Para o Pai de Santo Amaury, do terreiro Rumpame Dan Kuwe Lunin (Casa Grande das Cobras) o espaço ficou encantado pela beleza e pela dignidade da vida deste guerreiro de Zumbi: ". Seu espírito trouxe os cantos dos negros que vieram escravizados para o Brasil e para o mundo - que souberam transformar com amor o Brasil e o mundo".

O diretor de teatro e ator Amir Haddad beijou Zózimo Bulbul em lágrimas. Dauá Pury, um dos líderes dos índios que lutam pelo Museu do Índio, edificação localizada ao lado do Maracanã, ameaçada de destruição por conta das obras para a Copa do Mundo de Futebol, destacou: "A luta dos negros e índios se fundem na obra de Zózimo Bulbul. Obra viva... como continuará vivo sempre este nosso guia".

Dauá convidou a todos a "poté kandú". O que significa acender o fogo da  eternidade!


Os cantos foram emocionantes e contínuos, como este de Oxum:

"Ó mãe Oxum! 

Dá-me o teu axé, 

Dá-me a tua força, dá-me a alquimia Como o néctar mais sublime, Para eu saber como respeitar e venerar. 
No mel está o teu segredo, Que eu saberei utilizar".
Axé!
Partiu para a glória um homem que venceu na derrota...


                                                                               Por:  Luiz Carlos Prestes Filho







sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Exposição coletiva “Os Brutalistas”, no IPN.

  Será inaugurada a exposição coletiva “Os Brutalistas”, no dia 31 de janeiro de 2013, às 18h, na Galeria Pretos Novos, com os artistas Geléia da Rocinha, Oswaldo Rocha, Tia Lúcia e Vera Roitmann. De acordo com o curador da mostra, Marco Antonio Teobaldo, a ideia de reunir este grupo surgiu ao identificar a poética comum dos traços fortes e cores vibrantes encontrados nas obras destes artistas veteranos.

O mais jovem deles, Geleia da Rocinha (54 anos), criou uma série inédita chamada “Os Contorcionistas”, em que os personagens surgem em posições que desafiam a elasticidade humana e, em alguns casos, seus membros transformam-se em objetos ou partes de animais. Oswaldo Rocha apresenta uma coleção de pinturas que remetem intuitivamente aos universos dos artistas espanhóis Goya e Miró. Tia Lúcia exercita sua verve lúdica para ilustrar em acrílica seus contos e fantasias, normalmente relacionados à sua infância ou de seus sonhos. Vera Roitman bravamente segue a sua vigorosa pintura de retratos, atualmente muito relacionada ao universo da instituição em que reside, desde que sofreu um AVC.

A Galeria Pretos Novos é um espaço voltado à pesquisa curatorial e ocupações artísticas, instalada sobre o sítio arqueológico do recém descoberto Cemitério dos Pretos Novos, na Gamboa. O único do país. O Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos tem como missão a preservação da memória da cultura afrobrasileira e, com a abertura da galeria, divulgar e promover arte contemporânea produzida por artistas brasileiros. A galeria criou uma programação de artes visuais e promove o intercâmbio com instituições brasileiras e estrangeiras, com o propósito de movimentar a cena cultural na Região Portuária durante todo o ano.



Os Brutalistas

Curadoria: Marco Antonio Teobaldo

Artistas: Geléia da Rocinha 
Oswaldo Rocha 
Tia Lúcia 
Vera Roitman

Visitação: 1 de fevereiro a 31 de março de 2013.
De terça à sexta, das 12h às 18h. 
Sábados, domingo e feriado com agendamento marcado.
Rua Pedro Ernesto, 32/34 – Gamboa. 
Entrada gratuita.




segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, 21 de Janeiro.


A discriminação, o ódio, a guerra em nome de Deus é um contra senso! 
Não existe "religião" certa ou errada, o que existem são pessoas bem ou mal intencionadas falando em nome de Deus. 
Todos os caminhos levam ao Pai, e Deus é amor. 
Pense nisso.

Paz, Luz e Discernimento!
_/\_
A discriminação, o ódio, a guerra em nome de Deus é um contra senso!
Não existe "religião" certa ou errada, o que existem são pessoas bem ou mal intencionadas falando em nome de Deus.
Todos os caminhos levam ao Pai, e Deus é amor.
Pense nisso.

Paz, Luz e Discernimento!