Pesquisar neste blog

quinta-feira, 30 de setembro de 2010


O Fórum de Religiões de Matriz Africana (Ferma), o Coletivo de Entidades Negras do Maranhão (CEN/MA) e a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania (Sedihc) realizaram o lançamento da Cartilha Contra Intolerância Religiosa, na manhã de ontem, na sede da Sedihc. A solenidade contou com a participação de vários representantes de religiões de matriz africana e da sociedade civil.

Amparados pelo artigo XVIII da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que diz que “Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião”, o Ferma produziu a cartilha para dar visibilidade aos direitos e mecanismos de reação da população de religiões de matriz africana.

Ao participar do evento, o secretário de Direitos Humanos e Cidadania, Sérgio Tamer, destacou que a Constituição Federal assevera que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

“A liberdade de culto é imprescindível para a democracia. O Estado tem que ser espaço para todos, tem de garantir a liberdade religiosa. Temos que valorizar as religiões afro-brasileiras, pois elas fazem parte da identidade nacional”, ressaltou Tamer.

O secretário enfatizou também o papel fundamental que a Cartilha Contra Intolerância Religiosa terá no combate a todo tipo de discriminação contra essas religiões. “Essa cartilha é muito bem vinda contra a prática discriminatória. A Sedihc não podia deixar de apoiar essa causa”, comentou.

Título - Na ocasião, o coordenador Executivo da Ferma, o professor Neto de Azile, outorgou ao secretário Sérgio Tamer e à secretária de Igualdade Racial, Claudeth Ribeiro, o título de “Protetor de Tambor de Mina e de Religiões de Matriz Africana”. “Temos o orgulho e agradecemos a sensibilidade da Sedihc, que mostrou que defende os direitos do povo de matriz africana”, ressaltou Neto de Azile.

O evento contou com uma apresentação da secretária-adjunta Extraordinária de Igualdade Racial, Benigna Regina, sobre “A Igualdade Racial e as Comunidades Tradicionais”. Em sua explanação, ela enfatizou que somente abordando a questão é que se tem um conhecimento melhor sobre ele. “A cartilha será um instrumento de capacitação das pessoas contra a intolerância religiosa e de informações sobre os direitos do povo de terreiro”, completou.

Neto de Azile fez uma exposição para explicar de que forma as entidades que trabalham na defesa das religiões afro-brasileiras e na igualdade racial vem atuando para garantir os seus direitos. Ele destacou o projeto “Caravana do Axé”, iniciativa que produziu a Cartilha Contra Intolerância Religiosa.

Mais

Nesse projeto estão previstas oficinas sobre Cultura Negra, Direitos Fundamentais, Formação Política, Elaboração de Projetos, além de assessoria para registros dos terreiros no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e mobilização para criação do Dia Municipal do Tambor de Mina e das Religiões de Matriz Africana.

Fonte: O Estado do Maranhão (Assinatura)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

MULHERES NEGRAS. TRABALHO E RENDA, CONQUISTAS E DESAFIOS


A Prefeirura Municipal de Nova Iguaçu, das Secretarias Municipais de Trabalho e Renda e de Cultura e Turismo em parceria com o Centro de Estudos e Cooperação Brasil Continente Africano e Diáspora – COBRA, realizará hoje dia 27 de setembro, um e

vento comemorativo ao dia 25 de Julho - Dia da Mulher Afro-Latina e Caribenha. A Presidente da ORTC Gracy Mary Moreira, estará também prestigiando este evento.


LOCAL: Espaço Cultural SYLVIO MONTEIRO - Nova Iguaçu (próximo à estação de Trem)


DATA: 27 de Setembro.

HORÁRIO: a partir das 14 Hs.


REALIZAÇÃO: COBRA, SECRETARIA DE TRABALHO E EMPREGO DO MUNICÍPIO DE NOVA IGUAÇU e SECRETARIA DE CULTURA DO MUNICÍPIO DE NOVA IGUAÇU.

PROGRAMAÇÃO

14 H- ABERTURA DA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “PRETO NO PRETO”.

FOTÓGRAFO: Jorge Ferreira.

ATENDIMENTO SOCIAL E EXPOSIÇÃO DE PRODUTOS ARTESANAIS.




14:30 min - PAINEL I - MULHERES NEGRAS – Racismo e Mercado de Trabalho

Palestrantes: Vânia Santana - Programa Diversidade e Equidade de Gênero - Petrobrás; Vilma Piedade- Coletivo de Mulheres Negras /RJ; Zezé Mota – Superintendente da SUPIR /RJ- Superintendência de Promoção da Igualdade Racial


15:30 minDEBATE.

16H - PAINEL II – FORMAÇÃO. QUALIFICAÇÃO. GERAÇÃO DE RENDA.

Palestrantes: Márcia Cristina - Secretaria de Trabalho do Município de Marica; Gaiaku Deusimar Corrêa – Coordenadora do CEN/RJ - Capacitação nas Casa de Axé; Lúcia Xavier – CRIOLA – Geração de Renda; Kátia Alcântara - Economia Solidária.


17:30 min - DEBATE.

18 H - MESA DE ENCERRAMENTO

Ministro do Trabalho – Sr. Carlos Lupi; Sr. Elói F. Araújo - Ministro de Políticas de Promoção da Igualdade Racial; Ministra Srª. Nilcéia Freire- Ministra de Políticas para Mulheres; Prefeita do Município de Nova Iguaçu Srª. Sheilla Gama; Secretário de Trabalho e Renda de Nova Iguaçu Sr. Anselmo Juds; Secretário de Cultura e Turismo de Nova Iguaçu Sr. Ecio Salles; Vereadora Vilma Águazul; Srª. Superintendente Estadual dos Direitos da Mulher Srª. Cecília Soares; OMI OJÚ ARÔ Srª Yalorixa Mãe Beata de Yemonjá – Coordenadora Regional do CEN Srª Gaiaku Deusimar de Lissá; Coordenadora Regional da UNEGRO Srª Claudia Vitalino; Coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Mesquita Sr.ª Rosilene Torquato.


19 H - HOMENAGENS COM ENTREGA DE TROFÉUS E MOÇÕES.

HOMENAGEADAS ESPECIALMENTE

Mãe Beata, Gaiaku Deusimar de Lissá, Prefeita Sheilla Gama, Mãe Meninazinha da Oxum, Ivone Santos SINDSPREV, Zezé Mota, Nilcéia Freire, Vanda Ferreira, Cecília Soares, Vânia Santana, Mãe Torody do Ogum, Arlene de Katendê, Regina de Oxossi, Mabeji, Mãe da Márcia Moura, Mãe Neide, Rose Sintracomm, Vereadora Vilma Águazul.

HOMENAGEADAS COM MOÇÕES.

Profª Valeria, Lucia Xavier, Vilma Piedade, Kátia Econ. Solidária, Cabeça de Negra, Fórum de Mulheres Negras, Nilcenaira- ILÊ de Omulú e Oxum, Inez- Ceafro, Rose- Mesquita, Deise, Sonia, Claudia Vitalino- Unegro, Malu, MM do PT, MM do PDT, MM do Pc do B, Cobra, Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, Ceap, Coisa de Mulher, Camtra, Casa de Cultura da baixada, SUPPIR MERITI, Magé, Japeri, Queimados, Maria Helena COBRA, Superdie, Cetrab, Rede, Aduni Benton- Companhia Tudo em Cena, Naira Fernandes, Jana- Estimativa, Jupy, Isabel de Oyá, Márcia Moura.


19h30min – Apresentação da cantora Márcia Moura e Banda / Samba de Raiz.

20 H - COQUETEL

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Políticas Culturais:

O Setor de Estudos de Política Cultural da Fundação Casa de Rui Barbosa, convida para o Seminário Internacional Políticas Culturais: teorias e práxis, nos dias 22, 23 e 24/09, coordenado pelos professores Lia Calabre e Mauricio Siqueira. Será um importante encontro de especialistas, estudiosos e interessados nas questões relativas à área de políticas culturais, reunindo entre outros nomes como os professores Isaura Botelho, Albino Rubim e Bernardo Mata Machado, com o objetivo de divulgar trabalhos e promover debates no campo das ações políticas, das reflexões históricas e das reflexões teóricas. O encontro será composto por seções de conferências, palestras e mesas de comunicações individuais, sendo aberto para o público em geral. Serão emitidos certificados para participantes com 75% de freqüência. Informações e inscrições: politica.cultural@rb.gov.br.

Tel. (21) 3289-4636. O seminário acontecerá na própria FCRB,

Rua São Clemente, 134 – Botafogo, perto do Metrô.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Acre cria projeto de lei de seu Sistema Estadual

Ministro Juca Ferreira esteve em Rio Branco no dia 1º/9 e prestigiou o envio da proposta à Assembléia Legislativa do estado

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, acompanhou, nessa quarta-feira, 1º de setembro em Rio Branco, Acre, o envio, à Assembléia Legislativa do estado, do projeto de lei que cria o Sistema Estadual de Cultura. Na ocasião, ao lado do governador Binho Marques, Juca aproveitou também para anunciar outras parcerias entre o MinC e o governo do estado.envio_ok

O projeto de lei institui o Sistema nos termos do artigo 203, da Constituição Estadual de 1989, cria o Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura – PRECULT, o Fundo Estadual de Fomento à Cultura – FUNCULTURA, revoga as disposições relativas à cultura da Lei Estadual nº 1.288/1999 e estabelece diretrizes para a Política Estadual de Cultura.

“Estou muito alegre por estar aqui, principalmente por ser o mesmo dia em que o Governo do Estado está encaminhando ao legislativo o seu Projeto de Lei para a criação do Sistema Estadual de Cultura. Algumas pessoas ainda não percebem a importância de se institucionalizar as coisas, mas a institucionalização da Cultura é fundamental, porque senão tudo cai na precariedade e a sociedade fica dependendo da vontade do governante em fazer algo pela área. Quando vira lei, essa situação se estabiliza e garante a todos o direito ao acesso à Cultura”, afirmou o ministro.(mais…)

Publicado em: 4 de setembro de 2010 | Publicações | Tags: , , , ,